Atendimento:

(49) 3551-8200

Horário de atendimento:

Manhã: 07h30 às 11h30 Tarde: 13h00 às 17h30

Plantão Noturno (17h30 as 07h30)

Finais de semana e Feriados. (49) 3551 8200

Água - Tratamento

A água e sua qualidade

Ao contrário do que muitos imaginam, a água é uma substância muito complexa. Por ser um excelente solvente, até hoje ninguém pode vê-la em estado de absoluta pureza. Quimicamente sabe-se que, mesmo sem impurezas, a água é a mistura de 33 substâncias distintas.

Na natureza estima-se que existam 45 x 1045 moléculas de água, das quais 95% constituem água salgada, 5% água doce, na maior parte sob a forma de gelo, e apenas 0,3% diretamente aproveitável, com predominância da água subterrânea.

São inúmeras as impurezas que se apresentam nas águas naturais, várias delas inócuas, poucas desejáveis e algumas extremamente perigosas. Entre as impurezas nocivas encontram-se vírus, bactérias, parasitos, substâncias tóxicas e, até mesmo, elementos radioativos.

Os exames e análises de água podem ser feitos pelas empresas de saneamento, por entidades que se ocupam do meio ambiente e, também, por alguns laboratórios particulares. São bastante conhecidos o Cetesb, o IPT e o Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo; a Feema, do Rio de Janeiro, o Cetec, de Belo Horizonte, e outros centros.

RICHTER Carlos A., AZEVEDO NETO José M. de, “Tratamento de Água. Tecnologia atualizada”, Editora Edgard Blücher Ltda, São Paulo – SP, pág. 1, 1991.

Origens do Tratamento

O tratamento de águas de abastecimento público originou-se na Escócia, onde Jonh Gibb construiu o primeiro filtro lento.

A filtração rápida foi iniciada na instalação pioneira no mundo, construída na cidade de Campos, Rio de Janeiro, em 1880.

Em 1900 existiam nos Estados Unidos apenas 10 estações purificadoras, com filtros lentos. Hoje existem no Brasil mais de mil estações de tratamento de água, algumas delas entre as maiores do mundo.

RICHTER Carlos A., AZEVEDO NETO José M. de, “Tratamento de Água. Tecnologia atualizada”, Editora Edgard Blücher Ltda, São Paulo – SP, pág. 1, 1991.

Passos para se fazer o tratamento de água

  • 1. COAGULAÇÃO: A água bruta recebe sulfato de alumínio (agente coagulante) e, através de um processo químico, forma-se o coágulo, que tem características eletromagnéticas.
  • 2. FLOCULAÇÃO: Forma-se então o hidróxido de alumínio – um coágulo que tem a capacidade de atrair as impurezas da água. Aí, cria-se o floco.
  • 3. DECANTAÇÃO: É o fenômeno em que as partículas suspensas (flocos) apresentam movimento descendente em meio líquido de menor massa específica (água), devido à ação da gravidade.
  • 4. FILTRAÇÃO: É o processo final de remoção das impurezas presentes na água.
  • 5. DESINFECÇÃO: Eliminação de microorganismos patogênicos presentes na água.
  • 6. TRATAMENTO FINAL:
  • a) Fluoretação - Adição de sal de flúor na água filtrada que irá prevenir as cáries em crianças na fase de formação da arcada dentária definitiva.
  • b) Correção do pH/acidez - Como as etapas anteriores se processam em meio ácido, há necessidade de corrigir o pH, adicionando Cal Hidratada na água filtrada.
  • 7. RESERVAÇÃO: A água é armazenada em reservatórios.
  • 8. DISTRIBUIÇÃO: Através da rede de distribuição, a água potável é levada até as residências, indústrias, etc.

Como é feito o Tratamento de Água

O processo de purificação inicia com a captação da água no Rio do Peixe através de bombas que levam por tubulações até a Estação de Tratamento de Água. Chegando lá é feita a adição de sulfato de alumínio, substância química que faz com que as impurezas contidas na água se unam, o que é chamado de coagulação.

Esta água segue por uma calha e entra no floculador, onde é agitada lentamente para que as partículas aumentem, formando flocos, isto se chama floculação.

A etapa seguinte é a decantação, em grandes tanques, onde os flocos, por serem mais pesados do que a água, afundam, ficando ali depositados.

A água continua seu caminho nesse processo de limpeza, mas ainda há impurezas e, por isso, passará por um filtro com carvão mineral, camadas de areia e outras de seixos (pedra de rio redonda), com diversos tamanhos.

Quase limpa é o momento de adicionar cloro gasoso, este é o produto que tem a função de manter a água livre de bactérias e microorganismos.

A água ainda recebe o Flúor que ajudará proteger os dentes dos consumidores, e por fim, recebe cal hidratada (hidróxido de cálcio) para equilibrar o pH da água, evitando que ela fique muito ácida.

Depois de passar por todas essas etapas ela está pronta para beber sem nenhum risco para a saúde.

Como você vê, embora a água seja abundante em nossa região, custa muito trabalho e dinheiro leva-la, purinha, até nossas torneiras.

Esquema do Tratamento de Água:

Dica: Se sua caixa d'água estiver suja, todo esse trabalho é perdido. Por isso é muito importante fazer periodicamente a manutenção e limpeza da caixa d'água.

O SIMAE ensina o procedimento correto, clique aqui para visualizar o passo-a-passo: Como limpar a Caixa D'Água.

Atendimento Comercial

(49) 3551 8200 ou 115

Horário de atendimento:

Manhã: 07h30 às 11h30 Tarde: 13h00 às 17h30

Plantão Noturno (17:30 as 07:30), Finais de semana e Feriados

(49) 3551 8200 ou 115

SIMAE

Serviço Intermunicipal de Água e Esgoto

Sede Administrativa

Rua Tiradentes, 123 - Centro | Joaçaba - SC